Mão Esquerda
— desde 2014 —

O nome é original: “Mão Esquerda”. A associação com a 'segunda mão' pode não ser imediata, mas a ideia é a de uma segunda oportunidade. Porque há peças de vestuário e acessórios usados que são tesouros. E merecem voltar a ser uma primeira escolha. Como a mão esquerda, para quem não é destro.

É esta a história que a Lígia e Carolina quiseram 'escrever' quando criaram a Mão Esquerda, um processo que acabou por decorrer naturalmente da paixão que ambas já tinham pelo vintage.
Este gosto comum fez com que as duas se envolvessem no projeto Mão Esquerda. Uma loja de vestuário e acessórios 'vintage' recuperados com carinho e tornados acessíveis a todas as pessoas. Num espaço físico que pudesse ainda permitir a qualquer jovem artista expôr trabalho.

A loja foi oficialmente inaugurada 17 de Maio de 2014, na Rua Santo André, nº 26 e rapidamente se tornou uma referência.
O projeto tem uma personalidade própria, que o diferencia de outras lojas vintage/segunda mão da cidade: peças de roupa japonesa de várias décadas, desde vestidos dos anos 40 a 80, até verdadeiros kimonos vintage japoneses em seda, para além de peças vintage europeias/nacionais que podemos encontrar mais habitualmente neste tipo de lojas.

A isto acresce o respeito com que cada peça é tratada: 'é lavada, passada a ferro e mesmo reparada, se também for necessário. Tudo para que quem nos visite possa partilhar essa atitude, ou até aprendê-la, se for ainda um 'iniciado' nestas coisas do vintage ou segunda mão'.
'É um projeto feito com muito amor', diz Carolina. 'Por isso, ao fim de dois anos e meio, ainda se mantém' reforça Lígia. Visitar a Mão Esquerda é recomendado a quem ama o vintage, o detalhe e as histórias...  
Mão Esquerda

 

2018-06-28T11:41:04+00:00