As 3 Jóias
— desde 2013 —

Nos dias acelerados que correm, a nossa atenção esvoaça e dispersa rapidamente. Num mar de informações, os olhos não repousam muito tempo num qualquer fenómeno. É pois um prazer contar a história d’ As 3 Jóias, um estabelecimento que, ao romper com a designação tradicional de ourivesaria, proporciona uma experiência única a quem visita o belo, quase místico espaço, ao permitir que se testemunhe ao vivo, a arte de quem aqui cria verdadeiras peças de autor.

A loja abriu portas a 1 de Junho de 2013, na rua Santa Teresa, nº 8, onde antes se encontrava um estabelecimento de produtos elétricos. Foi criada pela joalheira Maria José Moura com a intenção de ter um espaço de trabalho, exposição e venda das suas peças e de outros colegas joalheiros, sendo a ourivesaria uma arte praticada já há várias gerações na família. Em Gondomar, na oficina que respondia a diversos pedidos do estabelecimento, estava Laura Moura, a sua irmã e uma equipa de artesãos prontos a responder a todos os desafios. Rapidamente as duas irmãs se aperceberam que seria melhor estarem todos juntos . Aliás, esta foi uma mudança bem-vinda para quem passava horas a laborar num processo minucioso e algo solitário. Os habilidosos artesãos passaram a ter um contacto próximo com o público e os inevitáveis elogios que os clientes lhes teciam, validavam os seus trabalhos e incentivavam-nos a aperfeiçoar a sua arte. N’ As 3 Jóias podemos contar com oito visões distintas do processo de moldar metais e pedras preciosas: a de Maria Moura, Laura Moura, João Pedro Oliveira, Ana Freitas, Carla Faro Barros e Tea and OatCakes de Isabel Ramos.
As 3 Jóias pretende ser um local de inspiração e partilha artística, onde se promove o intercâmbio entre os joalheiros e o público. Ao entrar encontra-se a galeria de exposição e venda de jóias e ao fundo da galeria está a oficina ,também acessível ao público possibilitando-lhe esse intercâmbio.

As duas irmãs têm formações em áreas diferentes: Laura estudou Ciências Farmacêuticas e Maria, Economia. O brilho do negócio da família e a tradição que acarretava, foi, contudo, inevitável. Segundo Laura, a loja tem tido muito boa aceitação e uma certa irresistibilidade. Passamos a explicar: quem aqui entra nunca mais esquece o espaço. Seja pela fantástica decoração exótica, que exala uma certa harmonia, banhada por tons quentes, na galeria, ou pelo escarlate pulsante que define a oficina, cheia de vida e do amor à arte de quem aqui trabalha, este é um local de sensações fortes. Laura menciona, inclusivamente, os diversos pedidos de casamento, despoletados pela unicidade e beleza do trabalho que aqui é feito.
A clientela da loja recebe várias visitas de turistas, mas os clientes mais recorrentes são compostos essencialmente pelo público feminino português. A faixa etária salta a barreira do tempo - vai dos 25 aos 90.

A rua Santa Teresa, ao cimo da conhecida rua da Fábrica, apresenta uma boa dinâmica com As 3 Jóias, sendo que os negócios e os serviços são um bom complemento ao público que frequenta a loja. O nome da loja tem inspiração na filosofia budista e conjuga perfeitamente os três elementos que aqui podemos encontrar: a iluminação, o ensinamento - transmitido através de várias gerações e a comunidade de artistas que contribui para a arte da criação.

A s 3 Jóias foi criada a pensar em si e no reforço do seu brilho pessoal. Se visitar a Invicta, visite-a também!  
As 3 Jóias

 

2018-10-15T11:03:09+00:00